Quem escreve?

Minha foto
Rio, RJ, Brazil
Moribundo SUBurbano. Estereotipado: bandido, maconheiro e marginal. Escritor, poeta e, portanto, miserável.

terça-feira, 9 de setembro de 2008



"Quero você, seus olhos, seus pensamentos, sua boca, seu sexo, sua mão na minha, sua massagem feita com preguiça, minha massagem, teu tempo, teu suor, a massagem no seu pé, espremer tuas espinhas, falar bem do teu corpo, falar mal da tua falta de compromisso, quero isso, quero ser eu, mudar o eu, ser seu, o que você quiser, quero briga, discussão, não sair junto com você, sair sozinho, brincar contigo, cantar no portão- mesmo que seja em silencio...quero de novo o arranhão o tapa na cara, as brigas, as porradas, os puxões de cabelo, prazerosos ou não. Quero é que você me olhe, que você se arrependa, que você, enfim, volte!
Quero tudo, já sabes que sou maluco. Admito, não ligo, quem liga? Sou todo amor, penso pra me complicar, e disso tu sabes... Falo demais, enumero demais, sou sistemático demais, enfim, fui do colégio militar, sou filho de militar, tenho dred, sou do partido comunista e preciso de um analista. Mas mesmo assim você tem que me entender. Volta pra mim?!"



OBS: Me liga assim que ler isso,mesmo que seja pra dizer que nao...

2 comentários:

Elisa Mariane disse...

Que coisa linda!
Obrigada por todo o bem que você fez na minha vida!

Diana Borges disse...

Nossa!
Que belo texto, linda fotografia.