Quem escreve?

Minha foto
Rio, RJ, Brazil
Moribundo SUBurbano. Estereotipado: bandido, maconheiro e marginal. Escritor, poeta e, portanto, miserável.

segunda-feira, 29 de setembro de 2008


Sei que não se trata de vingança de sua parte, sei mesmo... Mas acho que se,de alguma forma, isso possa dizer alguma coisa, em poucas palavras digo o pouco q sei sobre muita coisa: Acredito que todo esse sofrimento que já me foi sofrido, tenha ele, consumido todo sofrimento o qual fiz você sofrer. Em poucas palavras também digo que te amo, que te quero, e que cada dia que passa, seu cheiro, que não consigo definir, vem, de pouco em pouco, impregnando minha vida e me causando saudades. Foi o passado, aquilo,foi coisa de criança, o que fiz, é infantilidade achar que alguém é só seu e conseqüentemente, ter ciúmes. Porém, fica aqui meus verdadeiros sentimentos, de arrependimento, e de esperança para a reconstrução de um novo relacionamento. Tentar é se superar, não acha capaz? eu me acho capaz de mudar. Mudemos juntos então! mudemos pouco a pouco, devagar, da forma como nos amávamos antes, antes de tudo, como na primeira vez...Sejamos nós, você sendo você, eu sendo eu e nós, sendo um casal...
Solteiros não resolveremos nada. Apenas beijaremos outros, abraçaremos outros e, enfim, nos tornaremos outros, diferentemente do que somos, afinal, agora...
Ainda te amo, com a sinceridade com que toco meus pés, imaginando ser os seus, com carinho e com massagem...
Vem sendo insuportável, viver apenas de saudade...

2 comentários:

Luca Souza disse...

cuspidelas? Adorei rs
Mto bacana teu blog, achei assim quase que por acaso. voltarei mais vezes...

ah eu adoro Neruda! :)


www.baufragmentado.blogspot.com

Diana Borges disse...

O que dizer dos seus textos?
São sempre muito bons, sem falar das imagens perfeitas que costuma usar.