Quem escreve?

Minha foto
Rio, RJ, Brazil
Moribundo SUBurbano. Estereotipado: bandido, maconheiro e marginal. Escritor, poeta e, portanto, miserável.

domingo, 26 de outubro de 2008

A D i c a


Todo espaço do mundo
Falso,
transcendendo o tato
Faz de mim,
moleque chato
Guardado,
dentro dum frasco
Quando,
toda noite,
início de cada dia
Mil seiscentos e vinte e quatro
Quilômetros de abstração
Separam
a minha
mão
da tua
mão fria.
É verdade,
eu queria
Tua boca
na minha
Mas a vida,
querida,
É assim, dificuldade
Sem fim...

(Edson Santana)

3 comentários:

Diana Borges disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
"Amandla Awetú" Bumani disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Amandla Awetú disse...
Este comentário foi removido pelo autor.