Quem escreve?

Minha foto
Rio, RJ, Brazil
Moribundo SUBurbano. Estereotipado: bandido, maconheiro e marginal. Escritor, poeta e, portanto, miserável.

sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

Não há como toda noite não ser triste
Como não há como ser poeta
Não tendo um papel e uma caneta
Não tendo lido mil livros não há
Como ser feliz nas noites chuvosas ouvindo o tiritar
Das gotas no zinco.

Não há como ser livre quando se ama.

Todas as noites são tristes para um poeta
Todo dia é noite para quem não enxerga
Há possibilidade de o cego ser feliz, um dia?
À noite nada existe.
À noite nada passa a existir enquanto as contradições
E desigualdades ainda persistirem.
Não há noite feliz nem felicidade perdida já que nada se teve um dia.

6 comentários:

Felipe Braga disse...

Sinceridade, seus textos sao uns melhores que os outros. Sem palavras mesmo, muito bom!

Geovane Barone disse...

Camarada Edson. Gostei muito dos poemas. Em especial o último postado. Tem um sentimento ácido e realista do mundo.

Tá aí, uma boa definição paa seus poemas. São ácidos no conteúdo e doces na forma. Discorda?

Vou adicionar o seu blog ao meu. Aliás, deixe seu comentário neste: www.euconverso.blogspot.com

Abraços fraternos.

Diana Borges disse...

Edson, meu bem.

"Todas as noites são tristes para um poeta
Todo dia é noite para quem não enxerga"

Nossa, por um minuto imaginei um poeta famoso escrevendo isso.
Adoro te ler e reler incansavelmente..
Lindo texto, lindas frases, conjunto harmonioso.
Beijos!

Menino-Homem disse...

a noite o abrigo da inspiração. é onde um ser qualquer transforma-se em poeta, e o resto não é certo...

Luanda de Lima disse...

Ei, psiu!
Quedê posts novos?

João Carlos Luz disse...

Pô! Estou perplexo ninguém me avisou desse blog, do camarada, amigo e parceiro de literatura o Edson - Edinho... Pô! tive que procurar no bolg do Cuca,, nem Barone me informou, vou cobrar...rsrsr. Mas valeu a pena ler os poemas. Vale procurar em vales escondido alguma que nos eterneça na busca de alguma coisa, de algo que nos floreça. E por fim, fiquei feliz em ver na lista dos blog amigo o Joãozinho aqui.... Valei Edson - Edinho.... Valeu Barone e Redó enfim: a turma do CUCA/rio.